Controle financeiro: isso é mais um post sobre o assunto?

É sim, mas fazer controle financeiro é necessário. E é difícil quando você não tem muita capacidade de organização. Então você faz um post para se comprometer com a causa! 😀

Pesquisando sobre o assunto encontramos milhares de artigos, sites e aplicativos e serviços voltados ao auxílio de organizados e desorganizados.

Já tentei alguns, todos usando computador ou celular, mas acabo largando o troço, por causa de termos desconhecidos ou funções desnecessárias para uma iniciante. Fiz planilha no computador, mas não deu certo pq o bicho ficou grande e cansativo de atualizar. Fiquei um bom tempo com as informações todas na cabeça, mas aí deixei um boleto vencer e outro só consegui pagar no vencimento por ter recebido um dinheirinho inesperado. A coisa ficou perigosa, então resolvi tentar mais uma vez.

Eis a minha solução:

Materiais necessários

Um caderno pequeno (1/4), lápis, borracha, canetas azul, preta, vermelha e verde.

Finalidades

O caderno é para escrever, o lápis para informações temporárias, caneta azul para informações fixas, caneta preta para as contas que você tem que pagar e a caneta vermelha para o valor que você pagou, e caneta verde para os dinheiros que você recebeu.

Modo de uso

Primeiro escreva na capa do seu caderno “Controle financeiro – caderno mais importante da minha vida!!!” Não é obrigatório, mas é um incentivo! ;D

Anotando o que tem que pagar:

  1. Na frente da folha, no topo, você identifica o mês e o ano
  2. Logo abaixo você lista todos os dinheiros que vão entrar no mês, mesmo que seja só o seu salário
  3. O próximo passo é separar o resto da folha em 4 colunas (que não precisam ser desenhadas)
  4. A seguir você lista na primeira coluna todas as suas contas: financiamento, condomínio, luz, celular, cartões de crédito, assistência saúde… e por aí vai
  5. Ao lado, com a caneta preta você coloca quanto tem que pagar por aquilo naquele mês. Eu coloco o valor exato quando tem boleto, arredondo valor um pouco para cima nas coisas que variam (como a luz) e uso lápis mesmo para ir atualizando o valor da fatura do cartão, conforme for usando. Você também precisará pensar nos valores variáveis como as compras do mercado e da feira.
  6. Ao lado, com caneta azul, o vencimento daquela conta, para não deixar a data passar
  7. Por fim, quando pagar, com a caneta vermelha você anota o valor que efetivamente pagou naquilo, só para marcar que pagou, e quanto (por causa dos valores incertos até o fechamento.

Compras

O verso da folha é deixado para anotar compras que foram feitas ao longo do mês e a forma de pagamento. Se for parcelado no cartão você já atualiza o valor a pagar para aquele cartão.

Pensando no futuro

Algumas coisas você já pode anotar nas próximas folhas, referente aos próximos meses. Se for um valor fixo para o ano, ou um valor aproximado (como a conta da luz), pode escrever com caneta mesmo. Quando for a do cartão, você anota a lápis e vai atualizando conforme fazer compras parceladas.

Extras

Também pode usar o lápis para anotar a soma de todas as coisas que tem que pagar no mês.

Atenção! Muito importante!

Deixe o seu caderno de controle financeiro num local acessível e visível.

Você vai precisar dele para anotar os pagamentos. Óbvio. Mas também vai precisar anotar as compras que fizer no dia-a-dia, e para saber se não está passando dos limites naquele mês (ou se vai poder fazer uma compra que comprometa mais o orçamento).

Adaptando o seu caderno de controle financeiro

Você pode adaptar o seu caderno da forma que você quiser! Uns anos atrás foram publicados vários vídeos e posts sobre cadernos e formas de controle financeiro. Para garotas, alguns que fizeram bastante sucesso (pelo menos para mim) foram um vídeo da Fran Guarnieri (que na verdade foi sobre organização pessoal) e a planilha de controle financeiro da Bruna. Depois desses, pesquisei e fiz muita coisa. Mas acabei juntando vários assuntos no caderno que fiz na época (como a dica da Fran) e abandonei. A minha dica aqui é um caderno exclusivo, mas você pode fazer do outro jeito também.

Um recurso que gosto bastante é o OneNote. Nele você pode criar cadernos, dividi-los em abas, colocar folhas, anexar um monte de coisas. Estou treinando usar o mesmo método que indico aqui num caderno do OneNote, que posso carregar comido no celular, e atualizar assim que faço uma compra na rua. Quando chego em casa transfiro para o caderno físico. Se for mais fácil para você, pode fazer tudo usando o OneNote, só não pode esquecer de atualizar os valores que mudam conforme o mês vai passando (cartão de crédito, por exemplo).

Bônus

Exija nota fiscal SEMPRE. Não fique esperando a clínica odontológica onde você faz o seu tratamento ortodôntico resolver publicar, no sistema da prefeitura, a emissão das notas. Aliás, não só não espere muito, como você também deve guardar os comprovantes que esteve lá e não faltou na consulta que estava agendada, pois você pode querer fazer a sua declaração de imposto de renda no primeiro dia que a receita libera o sistema, mas você só vai fazer isso no penúltimo dia, por que não só a clínica vai te enrolar até o final (por que eles também tem que fazer a declaração deles) como o seu computador estraga e fica duas semanas no técnico.

As Notas Fiscais devem ser guardadas, no mínimo até você chegar em casa e passar a informação para o seu caderno, se for uma nota de produto consumível (comida, por exemplo).

Era simples, ficou longo

Não achei que fosse escrever tanto. Nem vou ler depois de publicar, para não acabar despublicando. Se você achar algum erro de gramática, por gentileza, usa o formulário aí

Comenta o que achou! Se está usando algum método de controle financeiro, me diga qual é e como ele funciona para você.

Até a próxima, xau!